Não ofereça o seu amor a uma pessoa fraca, insegura, agressiva e controladora.

Não ofereça o seu amor a uma pessoa fraca, insegura, agressiva e controladora.

SUA VIDA E A RESPONSABILIDADE DE SE SENTIR AMADO, É APENAS SUA, NÃO OFEREÇA O SEU AMOR A QUALQUER UM POR CARÊNCIA.

Cada um

Créditos do fotógrafo Foto de Mohamad Khosravi no Unsplash.

Compartilhe:
08/11/2021

Não ofereça o seu amor a uma pessoa fraca, insegura, agressiva e controladora.

SUA VIDA E A RESPONSABILIDADE DE SE SENTIR AMADO, É APENAS SUA, NÃO OFEREÇA O SEU AMOR A QUALQUER UM POR CARÊNCIA.

Cada um recebe de presente e sem solicitação a própria vida, para se apropriar de si, desbravando os seus talentos para realização de suas necessidades físicas e psicológicas.

Se apegue a o que há de bom em você e tome posse de sua própria “felicidade”.

Colocar em mãos alheias algo tão precioso como o seu amor é, no mínimo, ser irresponsável consigo.

A relação à dois, é a fundação de uma empresa onde os sócios tem participação de 50% das ações e, portando, ambos possuem a responsabilidade de fazer dar certo ou de levar essa empresa a falência.

A MULHER OU O HOMEM QUE DESAVISADAMENTE SE ENVOLVE COM UMA PESSOA FRACA, INSEGURA E CONTROLADORA, RAPIDAMENTE SE DARÁ CONTA DISSO, E DA PIOR MANEIRA POSSÍVEL.

Sofrerá as consequências do “sequestro de sua subjetividade” e a perda de sua identidade.

Ao perceber os primeiros efeitos colaterais danosos de uma relação tóxica e abusiva, não é saudável permanecer na dúvida, é preciso se retirar para se salvar.

Peça ajuda, relate, converse e se certifique se está adoecida emocionalmente pela “doença emocional do outro”.

É fácil se perder de si, quando nos envolvemos na rotina de alguém que manipula, mente, ameaça, amedronta, e trabalha com a vida do outro como se fosse uma “massinha de modelar”.

Quem nos ama, não quer alterar as bases que nos sustentam de pé: valores éticos e morais, cultura, hábitos e família.

É importante identificar um ciclo vicioso, de manipulação, restrição, medo e ofensas alternado com o de reforço positivo, presentes valiosos, manifestações de carinho desmedidas mediante a “obediência”.

É natural conversas e discussões sobre diferentes pontos de vista, isso não significa briga nem desavença. A maior ferramenta que temos é o diálogo, isso é natural e saudável, mas quando a agressividade vem à tona para manipular e controlar é hora de dizer adeus.

A relação saudável é sempre pautada no respeito, na admiração, no reconhecimento e principalmente na reciprocidade. Se você se sente corrompida, sem identidade e confusa em sua relação, busque ajuda!

Só entregue seu amor à quem merece. Uma pessoa fraca, insegura, agressiva e controladora nunca conseguirá ser feliz, muito menos, contribuirá com a sua felicidade.